Carlos Alberto Molinari

Message19.01.2017

Recebi o convite para participar do Seminário Coalition Building and Strategic Partnership, que aconteceu entre os dias 20 a 27 de novembro de 2016 na Academia Internacional para Liderança (IAF) em Gummersbach.  Foi uma semana intensa e muito proveitosa que contou com a presença de 23 convidados de diversos países, com participações importantes na política, em movimentos ativistas ou institutos liberais em suas regiões.

Como geralmente ocorre nos seminários promovidos pela Naumann, nos foi proporcionado um ambiente de debates, onde os próprios participantes geravam conteúdos e dividiam experiências sobre as atividades realizadas em seus países. A organização e mediação dos debates foram conduzidas por Wulf Pabst e Monika Bellinmeyer-Ahrens, dois profissionais altamente qualificados com experiência em prática, comunicação e planejamento estratégico político na Alemanha.

A programação era passada pelos coordenadores que lecionavam, incentivavam debates e dividiam os participantes em grupos para discutir casos práticos, propor soluções e realizar simulações de situações envolvendo negociações e coligações. Os resultados destes trabalhos foram muito efetivos para refletir e compreender as diversas maneiras de se portar durante negociações políticas, aproveitar oportunidades, avaliar riscos e decidir quando e como podem partidos políticos, institutos e grupos liberais unir esforços para atingir objetivos comuns, sem perder suas identidades.

                                      

Antes de iniciar o Seminário, fui convidado também, para preparar uma apresentação sobre minha participação como ativista durante as manifestações pelo impeachment da ex presidente Dilma Rousseff e falar sobre meu envolvimento como Presidente Estadual do Partido Novo. Expliquei sobre a importância da união entre dois grupos apartidários que são autônomos e indenpendentes, mas com valores e objetivos similares, como o Movimento Brasil Livre e La Banda Loka Liberal, durante as organizações das manifestações e sobre a posição do Novo como partido político. Concluí que movimentos, institutos e partidos políticos, de maneiras diferentes, possuem papel fundamental para defender a democracia e a liberdade de uma nação. Possuem naturezas e finalidades distintas, mas em alguns casos, é válido unir esforços para atingir objetivos comuns. Além de mim, um participante da Costa do Marfim e outra da Tunísia, apresentaram cases de seus países.

                                   

Fizemos também uma viagem para Dusseldorf, onde conhecemos o Parlamento e o sistema político alemão e no mesmo dia tivemos uma tarde livre na cidade de Colônia.

O Seminário superou minhas expectativas. Aprendi muito com os professores e especialmente com os demais convidados do grupo. As conversas e trocas de experiências foram enriquecedoras para conhecer a realidade enfrentada em cada país.

É muito bom saber que mundo afora existem pessoas que, embora sejam de países com políticas, histórias e culturas muito diferentes das nossas, pensam parecido e compartilham a mesma preocupação de defender a democracia e a liberdade de suas nações. Conheci pessoas extremamente qualificadas que saõ referências em seus países e fiz novas ótimas amizades.