Flávia Moraes

Message26.01.2017

Flávia Moraes, recebendo certificado, e Bettina Solinger

Tive a honra de participar do seminário What does a “blue economy” change? em Gummersbach, Alemanha,  na Theodor Heuss Academy – Academia Internacional para Liderança (IAF), dos dias 09 a 21 de outubro de abril, e certamente foi o melhor seminário que tive oportunidade de participar ao longo da minha vida profissional.

O nosso primeiro encontro foi um jantar de boas vindas com a participação de Bettina Solinger, diretora da Academia.

Na manhã seguinte, os trabalhos foram iniciados.

Os dois moderadores do seminário, Dr. Stefan Melnik e Dr. Emmanuel Martin além de terem uma experiência muito grande em moderação, também foram mestres na arte de gerenciar uma diversidade muito grande vinda de muitos países com realidades diferentes, riqueza de pensamentos, opiniões e experiências muito diversas.

O tema Blue Economy apesar de ter surgido em junho de 2012 e também ter sido usado pelo Clube de Roma em 2008, é ainda um tema muito pouco difundido e o início do seminário, o nosso primeiro encontro, foi todo baseado em alinhamento de conceitos para que a partir daí pudéssemos desenvolver os trabalhos de grupo e análises.

 Sustainabiliy Connectios and Implications – seminar exercise

Nas duas semanas seguintes a metodologia usada foi na maioria das sessões foi a proposição de temas que eram discutidos em grupos e depois apresentados em plenárias. Os principais temas abordados:

  • O que diferencia a Blue Economy da Green Economy ou da Circular Economy
  • Reciclagem total é uma possibilidade?
  • A defesa da Blue Economy – a posição liberal – os mercados livres podem ser “azuis”?
  • Custos da Blue Economy – viabilidade
  • O pensamento liberal x sustentabilidade
  • O papel dos incentivos na Blue Economy
  • Estudos de “cases” – Minas, Pesca, Rios e Ar
  • Blue Economy pode ser resultado de intervenções políticas? Quais seriam estas intervenções

Também apresentações de convidados externos, entre: Dra. Adriana Neligan, do Institute of the German Economy.

Tivemos também duas viagens importantes: uma para Colonia e outra para Hamburgo, com horários livres para City Tour.

Visitamos vários projetos e locais:

Waste Disposal Center Leppe

  • Waste Disposal Center Leppe – visita ao aterro sanitário com apresentação de Katharina Gerdes
  • University of Applied Sciences – apresentação do Prof. Dr. Lars Ribbe
  • Wadden Sea – visita no National Park Wadden Sea – apresentação da Dr. Ingrid Austen – um projeto de cooperação transnacional para conservação, gerenciamento de recursos e sustentabilidade
  • Energy Bunker – visita guiada por Adam Gancarczyk – um exemplo perfeito de reaproveitamento de espaços, transformando um bunker em um certo de energia solar que provê energia para um bairro todo e se transformou em um centro de visitação
  • Hafen City – guiado por Jan-Philipp Schmedemann – visita ao projeto de urbanização da área antiga do Porto de Hamburgo, utilizando os conceitos mais atuais de urbanização e sustentabilidade, incluindo uma visita ao head-office da Unilever, um dos prédios mais sustentáveis da Alemanha
  • Thunen Institute for Sea Fishing – com apresentação do Dr. Raf Doring – explicando como gerenciar a pesca para torna-la sustentável
  • Hamburg City Hall – com apresentação do Dr. Jorn Muhlenfeld, Environmentl Protection & Head do REACH                                                                                  Visita ao Hamburg City Hall

Lamentavelmente Prof. Dr. Michael Braungart, fundador e CEO da EPEA cancelou sua apresentação e não pudemos aprender seus conceitos sobre Circular Economy inspirada no Cradle to Cradle.

O seminário foi intenso mas deixei Gummersbach, com o compromisso sério de divulgar Blue Economy e o modelo lideral para apoiar esta economia.

Concluindo, saí enriquecida intelectualmente, com novos conhecimentos, amigos de vários países e impactada com as possibilidades de transformação para um modelo mais sustentável. Só tenho palavras de agradecimento para todos do IAF e desejar que muitos outros seminários sejam realizados.